Preparem-se porque este começo de semana será extenso - mas garanto-vos que vale a pena. Tudo começou graças a um artigo da Leandra Medine que a Ana Cabral Martins, do Mashnotes, me deu para ler (este). O artigo baseia-se numa troca de ideias sobre um episódio específico de Girls, a série que já várias vezes esteve pelo Malmequer. E, a verdade é que pareceu tão apropriado para a estreia desta nova temporada da série que não podia passar ao lado.
E por isso mesmo, a convite da Ana, porque não fazer algo dentro da mesma linha? E logo da Ana, de quem eu adoro a escrita e sigo fielmente no Mashnotes. Até que podia resultar bem... E não é que resultou? Episódio duplo visto, computador pronto e chat do facebook aberto. Let's start the discussion.


Girls
“Females Only”/“Truth Or Dare”

Ana Cabral Martins
que tal foi reencontrar Girls?

Mafalda Beirão
foi uma luta. combater contra o sono com a vontade de querer ver os novos episódios.
felizmente a vontade ganhou a batalha!

Ana Cabral Martins
a minha questão é: o que se passa com a shoshana e jessa?
será ok gastar um cameo da kim gordon para dizer que ela tem cara de quem faz drogas?
gostei de tudo hannah/adam/marnie

Mafalda Beirão
a jessa começou por ser a mulher atraente que qualquer homem se rendia. e agora… completamente lixada para sequer ser sedutora.
embora ache que a prestação da Jemima como alguém que frequenta uma rehab esteja priceless!
ao contrário dos restantes “colegas” de desintoxicação – que soou tão banal e tão típico.

Ana Cabral Martins
perturbou-me bastante que toda a história dela fosse à volta de maltratar pessoas em nome de “ser honesta”
e depois de ler alguns artigos sobre o assunto, fiquei confusa

Mafalda Beirão
sim, quase maníaco.
confesso que ainda mal tive tempo para ler algo – mas já vi que há umas quantas críticas por aí sobre os episódios.

Ana Cabral Martins
numa entrevista (à vulture) a jemina kirke diz que nada na interacção entre a jessa e a rapariga do rehab foi de um sítio de carinho

Mafalda Beirão
acho que não era a única na expectativa.

Ana Cabral Martins
que ela estava apenas bored; mas a ideia com que pode ficar (e já vi escrito) é de que pelo contrário, ela está a ser super fixe

Mafalda Beirão
sabes que achei essa cena um tanto previsível…?

Ana Cabral Martins
não havia grande mistério
assim que ela se senta na cama…

Mafalda Beirão
não acho super fixe… talvez esta seja a Jessa destroçada depois de uma vida tão libertina e tão recheada de tudo e tão vazia de preocupações.

Ana Cabral Martins
ou até a figura paternal que se revela só interessado em ter sexo com ela

Mafalda Beirão
acho que esta será mesmo aquela temporada de todas recuperarem, de todas quererem estar “ok”. mas talvez a Jessa seja a que esteja no
maior buraco.
também.

Ana Cabral Martins
talvez a jessa só precise mesmo de que gostem dela…como a hannah
foi fofinha a cena dela pedir para a outra não voltar a desaparecer, se faz favor

Mafalda Beirão
foi… mas ao mesmo tempo deu aquele feeling de “sabes tão bem que isto vai voltar a acontecer…”

Ana Cabral Martins
a shoshana pareceu-me reduzida a um cartoon
a cena do “utensílio” ou de achar que rehab é cool porque é para onde vão celebridades

Mafalda Beirão
sim, demasiado levada ao extremo.
sou honesta – é capaz de ser a minha personagem favorita. mas está demasiado.

Ana Cabral Martins
ela costumava ser uma personagem meio quirky que acabava por ter pensamentos/questão que te punham a pensar
e isso ainda acontece — na cena em que diz ao Adam “não tens grande coisa na tua vida senão a Hannah” — mas ela pareceu muito mais…vazia

Mafalda Beirão
estava a escrever isso mesmo. está vazia.
está aquela menina tonta, que está a crescer, que está quase despachada da faculdade, que já tem relações sexuais e que canta maroon 5 no carro.
não deixa de ter a sua piada. mas é isso, o vazio.
mas por falar em Adam – rendi-me ao discurso com a Marnie. e confesso que o revi umas três ou quatro vezes.
Ana Cabral Martins
honestamente, a minha parte favorita desse episódio. o adam tornou-se muito facilmente — e por supremo mérito do actor — uma
personagem bonita, mesmo que confuso e mau, de vez em quando.
gostei de rever a namorada dele da temporada passada e achei que fez sentido ela ter aquele momento de desabafo, mas ao mesmo tempo…

Mafalda Beirão
por trás daquele carapaça de durão, quando ele se abre e se derrete… well, derrete-me. é tão puro e tão cru que tanto é forte e bruto como é delicado. é mesmo uma enorme pureza.

Ana Cabral Martins
tive vontade de o defender. ela sabia que ele era alcoólico e mesmo assim força-o a beber, é normal que solte todos os demónios — não que isso o desculpe, claro

Mafalda Beirão
e eu que nunca lhe dei atenção como actor, estou a adorar conhecê-lo e ser assim surpreendida.
quanto ao desabafo da ex… achei que sim, era necessário. nem que fosse só ali para dar um abanão naquela perfeição entre ele e a Hannah (confirmar que ela engole os comprimidos e tudo? lovely!).
mas achei aquela amiga dela escusada. too much.

Ana Cabral Martins
a amiga dela [a comediante Amy Schumer] era só uma cameo porque o judd apatow vai produzir ou realizar um filme com ela, e as coisas com
ele funcionam muito “em família”
a cena da gravidez foi superhardcore e ao mesmo tempo tão sitcom
“oh não, imagem que ela tinha engravidado, oh não”

Mafalda Beirão
explicado então. porque, no meu ver, esse desabafo da ex-namorada e até mesmo essa mesma reacção à gravidez eram suficientes para criar
aquele efeito wow.
e logo para começar a temporada. acho que chegava, porque deu para tremer ali um bocadinho.

Ana Cabral Martins
mas que alívio não ser, gosto do meu “Girls” no seu lugar fora do comum

Mafalda Beirão
sem dúvida alguma. talvez seja essa a melhor vertente desta série.
de sentir que elas são tão ‘próximas’ pela idade, pelos relacionamentos falhados, pela busca do trabalho ideal.
mas que ao mesmo tempo é tudo tão próprio da série, tão fora daquilo que é a realidade pura e dura.

Ana Cabral Martins
por falar em trabalho ideal, fiquei muito contente de ver questão “trabalho” a resolver para a Hannah e a vê-la ter reconhecimento e
admiração enquanto escritora
mas a série parece estar sempre a pisar um limbo estranho de a “hannah é boa escritora, mas ao mesmo tempo é demasiado self absorbed”.

Mafalda Beirão
sim, porque já andamos há três temporadas nesta incerteza quando à Hannah.
com esta questão da desvalorização em relação à sua escrita, não sei.

Ana Cabral Martins
ou seja, ele é mesmo boa? se a série nos diz que ela é awful a maior parte do tempo isso não se transporta para a escrita? mas talvez sejam
questões muito secundárias

Mafalda Beirão
sim, há muitas questões secundárias que se calhar nos passam ao lado por ser uma série meio que absorvente.
um dos poucos artigos que li sobre os episódios falava disso mesmo, mas sobre a “road trip” deles para irem ter com a Jessa.
será que a distância seria assim tão grande para implicar acordar o Adam de madrugada e pernoitarem algures?
Ana Cabral Martins
ela fica bastante chateada quando descobre que a Jessa podia ter ido de avião
e achei querido que ela tenha precisado de companhia para fazer a viagem e que alguém a fosse buscar e mostrar que se preocupavam com ela
e adorei a frase ds Hannah: esta roadtrip não é uma metáfora de nada”

Mafalda Beirão
talvez isto já tenha muito a ver comigo e com a minha forma de ser, mas a ideia de pressentir que a Jessa o voltaria a fazer, a abandonar a
Hannah assim, do dia pra noite, faz-me ficar tão de pé atrás, tão… revoltada pelo abraço que a Hannah lhe deu.
mas ao mesmo tempo… that’s what friends are for.

Ana Cabral Martins
meio “a jessa não merece o abraço”? e não, ela não é a melhor amiga que alguém possa ter, longe disso

Mafalda Beirão
sim, é meio isso.

Ana Cabral Martins
O que achas desta frase, enquanto definição do começo desta temporada?
“Because instead of being about these characters interacting with the larger world, Girls is suddenly about these characters interacting witheach other.” [A.V. Club, Girls: “Females Only”/“Truth Or Dare”]

Mafalda Beirão
tão isso.
até a preocupação da Marnie por irem buscar a Jessa. “não que eu fosse… mas alguém vai e compreendo que vás Hannah”.
ou até o discurso do Adam, novamente.

Ana Cabral Martins
talvez os próximos episódios sejam mais nova-iorquinos

Mafalda Beirão
não é que tenha desgostado destes dois – até porque senti que tinham muito mais carga emocional (embora nada se compare ao season finale
da temporada 2 – aquele furar de tímpanos ainda hoje me arrepia!).

Ana Cabral Martins
espero que o ray apareça mais, adoro-o

Mafalda Beirão
tem que aparecer, nem que seja por ser o patrão da Hannah e da Marnie.

Ana Cabral Martins
do café grumpy
melhor nome!

Mafalda Beirão
e tão adequado ao Ray.
gostava de o ver com a Shoshanna sabes? awkward enough mas carinhoso, ao mesmo tempo.

Ana Cabral Martins
eu também. dos meus momentos favoritos da temporada passada foi os dois estarem no metro e ele dizer “i fucking love” (ou parecido)

Mafalda Beirão
sim, tão bom.
lá está, são essas chapadas emotivas que esta série tem e que me deixam quase que abananada.

Ana Cabral Martins
e fico sempre com pena quando um episódio acaba
o que só é bom sinal

Mafalda Beirão
ou quando a temporada termina – que 10 episódios de 20 minutos parecem sempre tão pouco…

Ana Cabral Martins
acho que esta vai ter 12!

Mafalda Beirão
ainda assim. sabe a pouco.
mas também, talvez perdesse o encanto se explorassem mais… seria mais só para encher tempo, provavelmente.

Ana Cabral Martins
teremos de avaliar à medida!
entusiasmada para a próxima semana?

Mafalda Beirão
muito. agora vai ser o regresso ao dia-a-dia.
regressar a NY, ter a Jessa por lá, que terá de interagir com a Marnie.
o Adam e o não querer interagir com as amigas da Hannah.
o possível regresso do Ray e claro, a falta terrível do Charlie.

Ana Cabral Martins
também acho que faz mesmo falta, vamos ver como corre a vida da Marnie
espero que melhore, sinceramente

Mafalda Beirão
mas terá que ser ainda dark e depressiva durante uns tempos. afterall, é daí mesmo que ela está a tentar sair.

Ana Cabral Martins
mesmo

Mafalda Beirão
mas sim, esperemos que melhore.

Ana Cabral Martins
bless you marnie, vai correr tudo bem

Mafalda Beirão
estamos a torcer por ti.

---
Decididamente, estamos felizes pelo regresso de Girls. A Lena Dunham está mais inspirada que nunca e, por isso mesmo, se não estão ainda viciados na série, estão à espera do quê?

5 comentários

  1. Nunca vi a serie nem nunca ouvi falar.... mas depois de ver o teu entusiasmos pela serie e vários pots (como este) fiquei curiosa, talvez veja uns episódios ;) adorei esta ideia! beijinho


    love,
    memoriesandaddictions

    ResponderEliminar
  2. Consegui ler tudo mas não sei se vou conseguir responder a tudo.
    Eu acho o Adam um companheiro que, apesar de tão fofinho em certas alturas (a cena do comprimido!), é um namorado tóxico. Não se querer relacionar com as amigas? Certas respostas à Hannah. Well... estou muito de pé atrás com ele. A cena do café ficou ali também num limbo que não percebi porquê. Tão agressivos e depois a Hannah não teve reação nenhuma com ele. Ai ai ai. Não gostei. Pronto, sou honesta.

    A Shoshana: não sejam tão más! Ela descobriu a faculdade e está naquele período da novidade e da estupidez. Sim, estupidez. Para além de ter na cabeça o sonho pré formatado de ser uma mulher de sucesso e de viver com a frustração de querer seguir esse modelo mas ao mesmo tempo ser radical e despreocupada como a Jessa (daí tentar copia-las um bocado com as noitadas da universidade).

    A Marnie pareceu-me apagadita. Apesar de estar super curiosa para ver o novo ''shithole'' dela. Decoração e afins... Até tu deves estar mortinha para ver o resultado final Mafalda para pôr o apartamento dela aqui num Apartment Therapy :P

    Quanto à Jessa: wtf? Não estava nada à espera... Senti que havia uma indecisão sobre o que lhe fazer (entre a rapariga e o velhote). Muito agressivo o discurso, muitas coisas mal resolvidas nela. E como tu dizes, ela está num buraco mesmo fundo. Ainda assim adorei que dissessem que o sotaque dela é de quem vem de Luton (talvez porque agora estou em Inglaterra e reparo nos sotaques :p).

    Mas eu sou aquela pessoa que odeia primeiros episódios. Preciso de mais, quero mais! E logo falamos :)

    Beijinho*
    /fim de testamento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria, primeiro que tudo, mil obrigados pelo comentário! São estes comentários que fazem sentir que vale a pena fazer este tipo de posts e o esforço que eu e a Ana lhe dedicámos! :)

      Adorei ler o teu comentário e a troca de ideias.
      No inicio também tinha um certo amor-ódio com o Adam. Mas sei lá, depois da cena com a Marnie, do discurso dele... Quase que fiquei eu rendida e encantada, tal e qual a Hannah, sabes? E sei lá, quando se está assim tão apaixonado, que reacção teria ela? Não sei.

      Quanto à Shoshanna, nada disso. Eu adoro-a e, lá está, é capaz de ser mesmo a minha Girl favorita. Mas podem estar a fazer dela muito boneco... Quero ver o desenvolvimento agora quando voltarem a NY e quando ela estiver de novo com o Ray, quando voltar à vida real.

      Marnie - tenho alguma pena dela sabes? Gosto muito da Shoshanna, mas a Marnie é capaz de ser a personagem com que mais me identifico na série. Se tivesse de escolher uma delas para ser "eu", seria a Marnie. E sinto-me quase a viver a dor dela. Afterall - todas nós perdemos o Charlie! :P E sim, um apartment therapy dela parecia-me óptimo!

      Quanto à Jessa... Ai nem sei, tanto mixed feeling aqui. E tanta raiva com a Hannah por lhe dar o braço quando ela sabe que a Jessa lhe vai falhar novamente. Todos nós sabemos... Mas ao mesmo tempo, lá está, é pra isso que os amigos servem... Ufff...

      Sabes que mais? Que logo à noite chegue rapidinho para ver mais um episódio!!!! :D

      Eliminar
    2. Ah, de nada! Pensava sinceramente que ias ter mais feedback e que eu ia ser mais um em cem testamentos sobre a série. *cora*

      Eu gosto muito da série e partilho a mesma opinião pela Marnie apesar de também ter a Shoshanna como predilecta.

      Sim, logo à noite *

      Eliminar
  3. Olá já deixei o meu testamento no Mashnotes mas estava aqui a ler as tuas respostas.
    Todas nós já perdemos um Charlie na nossa vida, quem ainda não perdeu vai perder.
    A Hannah um dia vai-se aperceber que a Jessa simplesmente vai ser sempre assim, SEMPRE. E vai desaparecer sempre e as coisas dela são sempre mais graves e importantes que as da Hannah um dia a Hannah vai mandá-la a merda e desaparecer. Ignorar a Jessa.
    A Jessa vai-se arrepender pk ninguém a vai amar como a Hannah amou. Vai tentar reconciliar, os possíveis fins ela reconsidera, mas a Jessa lixa tudo de novo. E Hannah nunca mais lhe dá nenhuma oportunidade.
    Isso aconteceu-me igualzinho na realidade com a minha melhor amiga durante 7 anos...Ainda hoje tenho saudades dela, mas ela nunca vai mudar.

    We Agree to Disagree
    ***

    ResponderEliminar

Contact

Com tecnologia do Blogger.

Instagram - @mafalda_beirao

© MALMEQUER
Design by The Basic Page