Nas últimas semanas dei comigo a pegar no “Cartas de Amor de Grandes Homens” e a ler uma por dia... E lembrei-me desta cena do filme da série Sexo e a Cidade. Já é mais do que sabido que é a minha série de eleição e que me rendo a tudo o que ela envolve. E esta cena... É uma delicia. 

A vulgaridade que actualmente existe num “amo-te” torna tudo tão pretensioso e, aos poucos, todo o encanto e o romantismo do amor sai perdido. E eu, como romântica incurável que sempre serei, acho um encanto quando transmitimos para um papel tudo o que sentimos. Quando abrimos o coração e deixamos que tudo saia cá para fora, sem ser necessário mostrar a meio mundo ou tornar a palavra banal. Torna-se algo pessoal, vivido apenas por nós e com uma carga emocional mil vezes mais atractiva do que um “amo-te” dito à lei do vento. Podemos pôr a mente a divagar e confessar tudo o que sentimos. Não perde o sentimento e acho que até ganha muito mais romantismo. 
Não tenho conta às cartas de amor que escrevi. Se todas foram entregues, isso já é outra conversa. Mas muitas foram as emoções transcritas para papel. Mas sabe tão bem deixar fluir o que sentimos, quando nos apetece e do jeito que nos apetece. Sem ser necessário recorrer ao banalismo, sem que tenhamos de o mostrar por bens materiais ou que todo o mundo tenha de o saber. Sabe mesmo bem.

E vocês, alguma vez escreveram alguma carta de amor? 

______

Esta semana está a ser complicada. Fiz a última frequência da minha vida académica e a tese está (finalmente) a ganhar novos contornos. E aos poucos, tudo à minha volta está a começar a compor-se e a estabilizar. Mas amanhã trato de me actualizar no mundo dos blogs, com mais tempo e calma.

18 comentários

  1. Fico contente por tudo se estar a compor e por o espírito estar tão romântico :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Acho imensa piada ás cartas de amor, contudo nunca escrevi nenhuma :(
    Mas todas as que já recebi tão guardadinhas :)

    ResponderEliminar
  3. Escrevi, algumas ficaram pelo pensamento...
    Ainda bem, tiveste a última frequência e daqui a nada tudo acaba, falta só mais um semestre! Que bom!
    Eu ainda tenho de esperar mais algum tempo ;)
    Beijinhos e boa sorte

    www.chicreaction.com

    ResponderEliminar
  4. Já escrevi várias... se bem que ultimamente tenho estado a falhar nisso! :) Em relação ao termo amo-te confesso que o tenho usado muito bem estes ultimos anos com a pessoa que o merece ouvir e quando o digo é com todo o sentimento!

    Boa sorte e que tudo corra bem... miss you*

    ResponderEliminar
  5. Claro que já escrevi e sabe muito bem escrever numa folha com caneta em vez de escrever sempre mensagens no telemóvel :) É um gesto carinhoso, romântico e simples... Além do mais que é ETERNO!

    http://maniac4moda.blogspot.com/

    Visit me*

    ResponderEliminar
  6. Para ser sincera, não me lembro se já escrevi uma carta de amor. Mas devia tratar disso.
    Quanto à vulgaridade com que hoje as pessoas largam um amo-te, concordo contigo. Acho que uma coisa é dizê-lo à pessoa com quem estás (e com quem sabes que vais ficar), outra é espetá-la a torto e a direito desde os 12 anos com os mil namorados que temos de 2 em 2 meses.

    ResponderEliminar
  7. Eu lembro-me desse episódio. já, já escrevi. Em papel bonito e tudo :)

    ResponderEliminar
  8. já escrevi, sim! E é tão bom escrever...e receber também! :)
    S.
    www.acozybox.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. a minha vida não seria a mesma sem escrever cartas. e não só de amor. deveríamos escrever cartas aos amigos, à família e a todos que amamos.eu pelo menos faço isso imensas vezes e não consigo viver sem isso*******

    ResponderEliminar
  10. Já escrevi! Várias! E já recebi. Mas também só escrevi para o único namorado que tive durante quase 5 anos... não acho que seja uma coisa que se escreva de ânimo leve (nem toda a gente "merece"). Mas é óptimo! De qualquer maneira é melhor não pensar muito nisso...

    Quanto ao resto, é tão bom quando as coisas começam a fazer sentido, quando se começa tudo a compor! Good luck! :)

    ResponderEliminar
  11. não escreve uma aos tempos e é verdade que uma carta de amor tem outro encanto!
    Ainda bem que está tudo a correr bem com a tese! beijinho*

    ResponderEliminar
  12. Um "amo-te" sentido, espontâneo e que se repete todos os dias é uma luzinha na vida de qualquer pessoa, é pena que por vezes seja tão descartável o seu uso.

    Já escrevi, sim e hei-de fazê-lo mais vezes. É isso e ir comprar esse livro hi hi

    Beijinho e boa sorte ! :) *

    ResponderEliminar
  13. Já fica tudo mais calminho, don't worry!:)

    Já escrevi algumas mas nem todas foram entregues. Tens toda a razão ao dizer que ao escrever, os sentimentos ficam todos à flor da pele, mais vivos e fortes!(Deve ser por isso que estou ha 1ano e meio para escrever a fita de fim de curso do meu namorado e ela ainda ali está, quietinha -a que é para mim está no mesmo estado mas acho que é pela vulgaridade que não queremos dar às palavras. Quando dizemos um ao outro "gosto muito de ti" sabemos que quer dizer muito mais que um amo-te dito ao desbarato! :)

    Beijinho grande romantica, não és a única ;)**

    ResponderEliminar
  14. Escrevi uma carta de amor e ainda está guardada na gaveta. Não sei se tenho medo de enviá-la ou não. Acho que estou à espera do momento certo.

    ResponderEliminar
  15. escrevi n cartas de amor...mas a erdade é que quase nenhuma foi entregue!! e concordo totalmente contigo quando falas da banalização do "amo-te"!!

    Que tudo te corra bem na Tese!! E que a tua vida estabilize, sim, porque de outra maneira é dificil viver-mos a 100% tal como queremos!! e com muito romantismo claro está!!! :)

    ResponderEliminar
  16. Tantas cartas de amor que escrevi, agora se foram entregues ou não isso já é outra coisa. Relativamente à palavra "amo-te", digo exactamente o que disseste à anos e anos. Hoje em dia essa palavra está tão banalizada que até mete nervos. Detesto ver aquelas declarações de amor todos os dias no fb, por exemplo, só para 'aparecerem'. É por isso que para mim é uma palavra muito especial, que só as pessoas muito especiais terão a oportunidade de a ouvir da minha boca.**

    ResponderEliminar

Contact

Com tecnologia do Blogger.

Instagram - @mafalda_beirao

© MALMEQUER
Design by The Basic Page